Palmeiras tem sequência perfeita com Abel e domina recordes entre brasileiros na Libertadores

Atualizado: Set 30

Técnico chegou à final nas duas edições que disputou do torneio em que o Verdão busca o tri.

Jogadores do Palmeiras comemoram a classificação à final da Libertadores — Foto: Cesar Greco


Abel Ferreira disputará em menos de um ano sua segunda final de Copa Libertadores pelo Palmeiras. Campeão na edição passada, o técnico se mantém com campanha perfeita nos mata-matas deste ano e vai defender o título no dia 27 de novembro, em Montevidéu, no Uruguai, contra o Flamengo.

Com apenas 90 jogos da comissão técnica portuguesa no Verdão, Abel já se tornou o segundo comandante com mais vitórias pelo clube na competição (13), empatado com Vanderlei Luxemburgo e só atrás de Luiz Felipe Scolari (23). Diante desta sequência de sucesso especialmente nos últimos dois anos, o Palmeiras tem tomado os principais recordes de equipes brasileiras na Libertadores. São eles:

  • Mais finais disputadas: 6 (empatado com o São Paulo);

  • Mais jogos na competição: 209;

  • Mais vitórias: 116;

  • Mais gols: 390;

  • Mais vitórias em casa: 71;

  • Mais gols em casa: 233;

  • Mais vitórias como visitante: 44;

  • Mais gols como visitante: 156.

O Palmeiras é, também, um dos três times do Brasil com mais participações na Libertadores – 21, empatado com Grêmio e São Paulo.

Os bons números na competição reforçam o que no elenco consideram uma mentalidade vencedora. O clube tem disputado a Libertadores seguidamente desde 2016, entre 2018 e 2020 teve a melhor campanha da primeira fase e ampliou para 15 o recorde de partidas sem perder como visitante.

– O Palmeiras busca sempre entrar para vencer, às vezes temos de entender que as coisas não saem como a gente quer. Mas o que se cobra aqui é disputar títulos, estar nas finais, no topo. Umas vezes ganhamos, outras perdemos, mas temos de sempre chegar, colocar o Palmeiras na decisão. Este é nosso grande objetivo – disse Weverton.

– Temos dois ou três anos com o mesmo elenco, disputando finais. Traz experiência para a gente, aprendemos mais nas derrotas, elas nos fazem querer melhorar. Vamos chegar novamente forte para sermos campeões, é nosso desejo e vamos fazer de tudo para alcançar isso – completou o goleiro.


Rony e Luiz Adriano se abraçam depois da classificação do Palmeiras à final da Libertadores — Foto: Staff Images/Conmebol

1 visualização0 comentário